Como em tantas outras ocasiões, a descoberta do Viagra foi involuntário, um golpe de sorte, quando se buscava a solução para outro problema médico. Os pesquisadores não lhes passou despercebido o que um percentual muito alto de pacientes que estavam submetendo-se a uma prova de medicamentos, garantem ter vivido longos episódios de ereção. Ninguém quis deixar escapar a oportunidade: um medicamento que provoca uma ereção? Isso pode significar o fim da impotência. E assim foi. Já não há no mundo casos de impotência, que ultrapassam a ingestão de uma dessas pílulas azuis. No entanto, nem todo o mundo vive de tal forma que os efeitos de viagra. Vejamos algumas coisas a ter em conta:

a) Nem sempre a primeira ingestão de viagra produz os efeitos desejados. Em muitos casos, tem sido visto como eram necessárias várias tomadas de pastilhas -em dias diferentes, nunca seguidas – para obter uma ereção longa. No entanto, podemos dizer que são a maioria dos casos em que se produz a ereção desejada. Incluída com esta primeira tomada.

b) O medicamento demora de 30 minutos a uma hora para fazer efeito. Não demora o mesmo em todas as pessoas, uma vez que depende de várias condições. A saber: a nossa morfologia (gordos, magros, etc.), os alimentos que podemos ingerir nas últimas horas, o nosso estado de espírito e mesmo a pressão que exercemos sobre nós mesmos, esperando a tão desejada ereção.

c) A duração da ereção, o principal efeito que nos encontraremos, após a tomada de viagra, cialis ou levitra, power blue depende de vários fatores, como a quantidade que tenhamos tomado), ainda que se costuma estabelecer-se em cerca de quatro horas desde o primeiro momento em que nos faça efeito. Para mulheres há ainda o conhecido tesao de vaca, que pode ser bastante eficaz em alguns casos. Passado esse espaço de tempo, podemos observar como os efeitos vão desaparecendo paulatinamente.

d) Vigra não produz uma ereção imediata, de repente, e só se, com a sua simples ingestão. O efeito científico do Viagra possibilita que o sangue vá diretamente para o pênis, facilitando a ereção. Que “facilita a ereção” significa que vamos precisar de algum motivo externo para que esta se produza. Este pode ser desde um beijo com o nosso parceiro para que, simplesmente, usemos nossa imaginação para recriar uma cena de sexo. Então, no caso de que nós não tenhamos de impotência, veremos como o nosso pau reage de uma forma quase imediata, extremamente veloz, a qualquer estímulo. A ereção aparece, então, de uma forma rotunda. Entre as vantagens de que o viagra funcionar desta forma (causa – efeito), encontram-se o que nos permitirá ir para a rua, estar em um restaurante ou um bar tranquilamente sem ter que se envergonhar pela presença de uma ereção involuntária entre nossas pernas… Só se damos motivo (por menor que seja esse o motivo, isso sim) o nosso pau vai reagir com a Vigra, cialis ou levitra.

e) Os efeitos colaterais são o mais variado. Embora, afortundamente, não são perigosos (pelo menos os que nos têm tocado sofrimento a nós). O mais conhecido, sem dúvida, é o de modificar a visão da pessoa que toma a pílula. Em muitos casos têm sido descritos episódios em que a visão do paciente é nublaba e aparecia como um filtro de cor azul, que faz com que ao olhar para qualquer coisa destaque, por cima do resto, esta cor. A nós nos pareceu mais divertido do que qualquer outra coisa. Outros efeitos secundários a ter em conta quando vamos tomar viagra serão possíveis dores de cabeça, aumentos na tensão e pequenas taquicardias. No nosso caso, não nos deparamos com estas duas últimas, mas sim com a primeira: várias horas depois de tomar viagra, sofremos uma ligeira dor de cabeça que não foi além. Lembre-se sempre que o Viagra (o mesmo que as outras pílulas, com os mesmos efeitos, como cialis e levitra) são, apesar do uso que lhes queremos dar, medicamentos produzidos por laboratórios com a finalidade de curar uma doença.

Efeitos Colaterais do Viagra

O citrato de Sildenafil ou citrato de Viagra é um tratamento oral para disfunção eréctil ou impotência em homens. Ajuda a restaurar a função eréctil defeituosa, aumentando o fluxo sanguíneo para o pénis. É prescrito após aconselhamento médico e pode ser contra-indicado em alguns casos.
O efeito secundário mais comum é a dor de cabeça.

Podem ocorrer outros efeitos secundários bastante frequentes, tais como:

  • Vermelhidão da face.
  • Perturbações digestivas.
  • Perturbações da visão com um tipo de sensibilidade à luz, alteração da percepção da cor, diminuição da acuidade visual.
  • Tontura.
  • Tem o nariz entupido.
  • Viagra, como todos os medicamentos, pode causar reacções alérgicas.

Viagra pode causar ereções prolongadas e dolorosas. Neste caso, o médico deve ser consultado com urgência.

Foram notificados outros efeitos secundários graves mas raros. :

  1. Pressão arterial elevada ou hipotensão com desmaio.
  2. Curso.
  3. Surdez.
  4. Arritmia…

Mais informações no site https://blogdacleo.com